• últimas resenhas •

31 de julho de 2018

MISSÃO IMPOSSÍVEL: EFEITO FALLOUT


Data de lançamento: 26 de julho de 2018 (Brasil)
Direção: Christopher McQuarrie

Distribuidor:  Paramount Pictures
Tipo de filme:  Longa-metragem


Obrigado a unir forças com o agente especial da CIA August Walker (Henry Cavill) para mais uma missão impossível, Ethan Hunt (Tom Cruise) se vê novamente cara a cara com Solomon Lane (Sean Harris) e preso numa teia que envolve velhos conhecidos movidos por interesses misteriosos e contatos de moral duvidosa. Atormentado por decisões do passado que retornam para assombrá-lo, Hunt precisa se resolver com seus sentimentos e impedir que uma catastrófica explosão ocorra, no que conta com a ajuda dos amigos de IMF.





   Não sei se você sabe, mas eu sou fã do ator Tom Cruise já tem bastante tempo. Coloca "bastante" nisso. Antes mesmo da internet. Nossa, como estou velha. HAHAHA.
   Antes de existir o mundo todo em nossas mãos eu pesquisava em revistas e jornais sobre o "melhor ator do mundo". Eu o considerava o mais top entre os tops. Para mim ele sempre foi um ator fenomenal. Em todo papel que ele se propôs a fazer, não consegui encontra-lo em maus lençóis. Não mesmo, e olha que eu tentei achar um filme em que ele não havia feito perfeitamente. Porém, dentre todos os seus filmes, desde TOP GUN, que mesmo não tendo sido o seu primeiro filme de estreia como ator, foi o que o fez se tornar O TOM CRUISE, eu ainda prefiro MISSÃO IMPOSSÍVEL. Desde o primeiro filme dessa sequência eu não fico parada, digo, não deixo de ir ao cinema ver mais um filme perfeito de ação. E foi o que eu fiz ontem: eu vi MISSÃO IMPOSSÍVEL: EFEITO FALLOUT. E aqui estou para mostrar um pouco da minha opinião desta produção do próprio Tom (se você não sabia já tem bastante tempo que ele produz os seus filmes. Não apenas ele, claro.)




    De cara já quero avisar que o EFEITO FALLOUT para mim é o melhor da franquia. Por motivos bem simples de serem compreendidos. É muita ação. Me arrisco a dizer que tem mais ação do que os anteriores. E com tanta ação a gente pensa que o ator principal, estrela do filme, deve ficar sentado observando o seu dublê fazer a maior parte das cenas de lutas; de saltos; de corrida, etc. Não é? ERRADO!!! O Tom (íntima) deixou de usar dublê desde o século passado (não sei muito bem em qual filme). Ele quase não usa mais. Prefere se arriscar e deixar as cenas muito mais realistas colocando o seu corpo à deriva. E foi o que realmente aconteceu. Numa cena em que ele pula de um prédio para outro ele acabou se machucando de verdade, com isso as gravações tiveram que ser paradas para que ele pudesse se recompor e depois terminar o filme (por isso a demora do lançamento).
    Você não vai conseguir respirar um minuto assistindo a esse filme, pois como já mencionei é muita ação.
    A fotografia está excelente; a trilha sonora sempre me arrepia e neste filme não foi diferente; os ângulos das câmeras não erraram um minuto sequer.
    O filme vale muito a pena ser visto no cinema. Se você ama ação este é o filme perfeito. Se você gosta do Tom Cruise, não pode perder. Se você está procurando um bom filme para ir até o cinema, garanto que não irá se arrepender.

Um beijo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário