• últimas resenhas •

28 de agosto de 2018

Resenha - Mas tem que ser mesmo para sempre?


TÍTULO:  MAS TEM QUE SER MESMO PARA SEMPRE?                                                                    TÍTULO ORIGINAL: SURPRISE ME                          AUTORA: SOPHIE KINSELLA                      EDITORA: RECORD                                                  PÁGINAS: 378                                                          EBOOK?  TEM 


Juntos há dez anos, Sylvie e Dan compartilham todas as características de uma vida feliz: uma bela casa, bons empregos, duas filhas lindas, além de um relacionamento tão simbiótico que eles nem chegam a completar suas frases – um sempre termina a fala do outro.No entanto, quando os dois vão ao médico um dia, ouvem que sua saúde é tão boa que provavelmente vão viver mais uns 68 anos juntos... e é aí que o pânico se instala. Eles nunca imaginaram que o “até que a morte nos separe” pudesse significar sete décadas de convivência.Em nome da sobrevivência do casamento, eles rapidamente bolam um plano para manter acesa a chama da paixão: de um jeito criativo e dinâmico, passam a fazer pequenas surpresas mútuas, a fim de que seus anos (extras) juntos nunca se tornem um tédio.Porém, assim que o Projeto Surpresa é colocado em prática, contratempos acontecem e segredos vêm à tona, o que ameaça sua relação aparentemente inabalável. Quando um escândalo do passado é revelado e algumas importantes verdades não ditas são questionadas, os dois – que antes tinhas certeza de se conhecerem melhor do que ninguém – começam a se perguntar: Quem é essa pessoa de verdade?...”.Um livro espirituoso e emocionante que esmiúça os meandros do casamento e que demonstra como aqueles que amamos e achamos que conhecemos muito bem são os que mais podem nos surpreender.



Já havia comentado aqui no blog que eu recebi da editora Record o mais novo livro da autora de chick-lit Sophie Kinsella. E nem preciso repetir que fiquei super feliz, visto que eu adoro todos os seus livros, mesmo tendo lido apenas alguns. Mas o que importa aqui é falar desta lindeza que tenho em mãos e que aconselho você a ter também.

O livro irá lhe proporcionar um momento de relaxamento. Não, esse livro não é uma auto ajuda e muito menos irá ensinar passos para respirar melhor, o que você desfrutará desta leitura leve é um pouco de alegria e de risos. Como na maioria dos chick-lits você achará graça em algumas partes do livro e nas outras ficará ansiosa para saber o que acontecerá nos próximos capítulos. 

A história é baseada na vida se Sylvie e Dan um casal que se achava super feliz e na vontade de seguir em frente até o momento em que o terapeuta os comunica que eles ainda vão ficar mais 68 anos juntos. Pânico. O cérebro começa a dar voltas e o corpo transpira de tensão. Nenhum dos dois está preparado para isso. O mundo encolhe e ambos se vêem em uma bolha abafada de tão pequena. 

Com duas filhas lindas eles precisam compreender o que é passar a vida inteira juntos e o que devem fazer desse momento em diante. Resoluções inundam o pensamento dos dois. Será que eles vão se separar? É o melhor a ser feito? Ou eles vão respirar fundo numa tentativa de tentar encontrar uma maneira para que continuem (ou não) a serem felizes? Em meio a surpresas que um faz ao outro para (tentar) reavivar o fogo da paixão, você, leitor, ficará na expectativa de um final feliz ou que tudo acabe logo?


A autora sabe como nos cativar. Mesmo se o seu forte não é esse tipo de literatura eu tenho certeza de que você vai curtir e não achará o livro uma perda de tempo. A cronologia da trama é certa e não existem pedaços incompreensíveis, tudo se ajeita até as partes que "poderiam ser descartadas". 
Pode colocar esse livro na sua lista de compras e na sua estante de casa para que todos possam saber que literatura existe de todo tipo, desde a mais séria a mais prazerosa. Esse último caso é o que a Sophie tenta fazer sempre nos seus livros. E posso afirmar que ela consegue.

Me conte se você já leu ou se está com vontade.



Nenhum comentário:

Postar um comentário